O Líder atual está dando certo?

Foto%20artigo%20-%20O%20lider%20atual___

Ao longo de uma trajetória atuando na busca assertiva de executivos no mercado, busca colorida de várias matizes que se desdobram das exigências pessoais de satisfação, às necessidades corporativas e anseios de empresários que incansavelmente lutam pela profissionalização de suas empresas, me deparo com a excelência dos pilares da emoção como motor determinante para o êxito no mundo dos negócios.

Múltiplas realidades com o mesmo foco – encontrar o líder mais elástico, aquele que demonstra otimismo diante de profundas mudanças ou desafios severos e atuam sem dar espaço para o vazio causado pela falta da base emocional, armadilha infalível na ausência do autoconhecimento.

 Quando sabemos que temos recursos para agir em uma situação difícil, é mais fácil tê-la sob o nosso olhar, enfrentá-la e dominá-la. Esta capacidade amplamente necessária, a resiliência, cuja base é o otimismo sustentável, é a prontidão para enfrentar obstáculos com postura positiva e de se recompor em tempo hábil diante de percalços. Este é um tema relativamente novo nas rodas de RH e empresariais, mas vital para o executivo que vive constantemente sob a pressão que se traveste em inúmeras faces. Entretanto, está nas nossas mãos atingir novos alvos ampliando nossa consciência. O mundo emocional é por demais rico, apresentando competências essenciais que não se deterioram com o passar do tempo frenético e implacável.  

Sistêmico por natureza e incrivelmente complementar. A saúde deste universo proporciona, além de melhor performance, o nosso conforto, bem-estar no frisson do dia a dia, seja no trabalho, na família e no nosso íntimo. Passamos a nos perceber como protagonistas das nossas ações com percepção clara de automatismos aprendidos e, até então, desapercebidos. Criaturas internas que ficavam no comando das nossas reações emocionais passam a perder o controle se desconectando do seu provedor. Enfim, assumimos o controle com responsabilidade e foco. 

Os comandantes com dificuldades de assumir sua verdade emocional irão amesquinhar seus pensamentos e, consequentemente, suas ações estratégicas. Sabemos que os líderes com melhores resultados são, portanto, aqueles capazes de lidar com as mais complexas reações provenientes das emoções, que se refletem sobre várias formas diante de uma mudança complexa, diante de crises, especialmente as crises internas que são disparadas nestes eventos. 

A Inteligência Emocional prepara as lideranças para os desafios, capacitando-os a anunciar a mudança e a compreender as percepções e sensações de vulnerabilidade por ela causada. O modo de se perceber, de comunicar, de estabelecer as relações interpessoais, as tomadas de decisão e o gerenciamento de estresse, fazem especial diferença no manejo de negociar e de avaliar os importantes variáveis e ter os resultados esperados. Os resultados do profissional passam a transcender habilidades técnicas desenvolvidas, trazendo maior comprometimento e respeito por todos, sejam lideranças, liderados e stakeholders, a partir do trabalho mais consistentes e com maior motivação. A empresa agradece e se torna também mais saudável.

Lider%20atual%20esta%20-%20Int_Emocional