Mais do que robôs

 

0?e=1551312000&v=beta&t=_fZXVkAVEyknaViv

A corrida começou e tende a se acelerar rapidamente.  A competitividade e a capacidade de inovação não estão somente nos carros, nos robôs que passam a interagir com as pessoas, está

 ...sobretudo, na palma de nossas mãos.

As empresas e os desenvolvedores que trabalham com a Inteligência Artificial se tornam mais determinantes dentro do cenário evolutivo. Se torna imprescindível e com maior prontidão a capacidade para assegurar a capacidade de definição de estratégias e da gestão de dados. A inteligência artificial com seus desdobramentos estarão cada vez mais presente no dia a dia.

Ainda é possível abrirmos a questão,

 

 O ser humano encontra-se sempre em busca de sentido pra vidapreza pela saúde física e emocionalhá espaço considerável para o prazer,  conhece a compaixão e gratidão que são sentimentos inerentes a sua natureza.

Muitos de nós irão se importar com o grande desafio de realocar àqueles que não estão mais capacitados para o trabalho até então conhecido. 

Será o caos social, multiplicado por bits, Internet das Coisas ( IoT ) e tantos outros recursos que tornam a tecnologia uma devoradora de indústrias e segmentos em diversos níveis mas, em grande velocidade ? "

Novamente os mais beneficiados ocuparão lugares de destaque nesta nova economia - sócio, cultural e de formação de riqueza.

O poder continuará ser produto do conhecimento

Não há como ser diferente

 

Vamos decolar ?  2023 a 2028

 

2023 a 2024

As primeiras missões privadas para Marte são lançadas.

O número de vôos de drones diários chega a 10.000.000 (100x mais do que hoje)

Drones já entregam pacotes rotineiramente aos telhados dos prédios e casas e robôs de superfície pegam esses pacotes e os encaminham de porta em porta.

Os primeiros contratos de energia solar e eólica de um centavo por KwH são fechados.

As vendas de veículos elétricos compõem metade das vendas totais de automóveis.

Lidar com inteligência artificial aumentada é considerado um requisito para a maioria dos empregos.

 

2026

A posse de carros sai de moda e os veículos autônomos dominam nossas estradas

100.000 pessoas transitam em Los Angeles, Tóquio, São Paulo e Londres em veículos de decolagem e aterrisagem vertical.

Agricultura vertical se torna vital para produção de comida na maioria das grandes megacidades.

8 bilhões de pessoas já se conectam à internet em velocidades de 500 mbps. Tablets nas regiões mais pobres do mundo se tornam disponíveis para uso em troca de dados e direitos de e - commerce.

Realidade virtual se torna onipresente. Os pais constantemente reclamam que seus filhos estão em outro universo. O turismo começa a cair conforme as pessoas tem experiências tão boas quanto através da realidade virtual.

 

2028

Energia solar e eólica representa quase 100% do consumo mundial.

A demanda mundial por petróleo chegou ao seu auge e parece começar a decrescer.

Robôs terão relacionamentos reais com as pessoas, dando suporte aos idosos, cuidando da higiene pessoal e preparação de alimentos. Robôs para relações íntimas passam a ser populares.

 

Nossa próxima viagem futurista iremos de 2030 a 2034

Até breve!

Obrigada